testata coreano testata spagnolo2 testata spagnolo testata italiano testata albanese testata cinese testata portoghese testata portoghese2 testata inglese testata latino

Líderes da Pastoral da Criança e a Lei Maria da Penha

Provincia Brasile San Paolo

Inserita il: 18/04/2013

0 commentario(i) ...


 
No dia 12 de abril de 2013 as Líderes da Pastoral da Criança, que atuam na cidade de Iporanga/SP realizaram um encontro no qual estudaram a Lei Maria da Penha (sobre a violência contra as mulheres), refletiram e partilharam suas experiências.
 
As participantes manifestaram que o conhecimento desta lei poderia evitar agressões domésticas às mulheres. Também Fizeram menção de quanto as mulheres, ainda hoje, são violentadas, muitas vezes dentro da sua própria casa.
 
A Lei Maria da Penha ressalta, sobretudo, cinco tipos de violência que as mulheres sofrem diariamente, a saber:
 
I - a violência física, entendida como qualquer conduta que ofenda sua integridade ou saúde corporal;
II - a violência psicológica, entendida como qualquer conduta que lhe cause dano emocional e diminuição da auto-estima ou que lhe prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar suas ações, comportamentos, crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, vigilância constante, perseguição contumaz, insulto, chantagem, ridicularização, exploração e limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que lhe cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação;
III - a violência sexual, entendida como qualquer conduta que a constranja a presenciar, a manter ou a participar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, coação ou uso da força; que a induza a comercializar ou a utilizar, de qualquer modo, a sua sexualidade, que a impeça de usar qualquer método contraceptivo ou que a force ao matrimônio, à gravidez, ao aborto ou à prostituição, mediante coação, chantagem, suborno ou manipulação; ou que limite ou anule o exercício de seus direitos sexuais e reprodutivos;
IV - a violência patrimonial, entendida como qualquer conduta que configure retenção, subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os destinados a satisfazer suas necessidades;
V - a violência moral, entendida como qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria.”
 
As Líderes saíram deste encontro dispostas a aprofundarem um pouco mais sobre a questão das violências praticadas contra as Mulheres e com o desejo de se organizarem enquanto Mulheres para que um dia se possa ter uma sociedade mais humanizada e fraterna, principalmente enquanto convivência entre homens e mulheres.
 

Ir. Lusineide Cardoso de Melo, sjbp





Scrivi un tuo commento


Suore di Gesù buon Pastore – Pastorelle

© 2004-2022 - www.pastorelle.org - Tutti i diritti riservati